Paramount convida fã para nova série?

Paramount convida fã para fazer série de Jornada?

 .

StarTrekUnchartedUm fã que vinha trabalhando em um conceito de série independente baseado no universo de Jornada, há duas décadas, disse ter sido convidado a lançar uma série para a Paramount. O nome dele é Michael Gummelt, e a série é chamada de Star Trek Uncharted.

Michael Gummelt criou um conceito de série chamado Star Trek Beyond há vinte anos atrás. O conceito é definido dois séculos depois da época do Capitão Kirk (e mais de um século depois de Picard).

Vinte anos depois de uma guerra com os Romulanos resultou no colapso de seu império e a Federação agora abrangia grande parte da nossa galáxia. A Federação passou a lidar com questões internas, e a Frota tornou-se mais uma força policial do que de exploradores.

Durante este tempo, uma nova USS Enterprise é construída e enviada para a galáxia de Andrômeda usando nova tecnologia de dobra. A razão para a missão? Um misterioso sinal foi recebido desta galáxia dizendo ser dos criadores de toda a vida na Via Láctea e convidando-os a encontrá-los.

Gummelt anunciou o convite da Paramount no seu site, dizendo que um dos atores em que pensou para série leu o roteiro e expressou interesse em apoiar o projeto. Entre os nomes pensados pelo autor estão Scott Eastwood, Jay Baruchel e Natalie Portman.

Muitos criadores fãs, escritores, artistas, tem como o sonho um dia sentarem-se com uma grande rede e lançando sua ideia. É o primeiro passo necessário para transformar uma ideia em uma série ou filme. Mas as empresas de produção tradicionalmente não usam idéias solicitadas a partir de seus fãs ou eles passam o tempo todo lendo rascunhos mal elaborados, muitos dos quais, provavelmente, só apelam para uma pequena comunidade de fãs.

Bem, desta vez é diferente. Por alguma razão, os poderosos concordaram em ouvir Michael Gummelt com sua ideia para uma nova série de Jornada, agora intitulada Star Trek Uncharted. Pelo menos, foi o que disse Gummelt.

O TrekMovie teve a chance de perguntar Gummelt sobre esta oportunidade única.

“Posso anunciar oficialmente que eu, na verdade, tive um convite para vir campo com Star Trek Uncharted na Paramount. Tanto quanto eu sei, esta é a primeira vez que um fã (e não uma fonte da indústria estabelecida) foi convidado a lançar uma série de TV de Jornada. Isto é, obviamente, extremamente excitante e estou fazendo o meu melhor para conseguir apoio a partir de profissionais da indústria. Um dos meus pretensos membros do elenco já leu o roteiro e manifestou interesse em apoiá-lo, o que é fantástico!”

Tanto quanto sabemos, a Paramount nunca ouviu um discurso de fã antes. Por que você? O que torna o seu conceito tão especial que fosse capaz de botar o seu pé na porta?

“Eu acho que quando os rumores sobre a coincidência dos nomes saíram (Star Trek Beyond), a Paramount viu meu site e a paixão que eu tinha por Jornada e a ideia de um retorno para TV, e para o meu conceito específico. Eu acho que eles sentiram que eu ficaria feliz em saltar em uma oportunidade para entrar e lançá-la … que, é claro, eu fiquei! Não tenho ilusões sobre as minhas chances (a CBS tem os direitos para produzir qualquer nova série de Jornada), mas é uma chance de uma vida e eu não tenho nada a perder. Eu tenho um grande trabalho e uma grande vida, então por que não aproveitar a oportunidade? Eu era um estudante de escola de cinema antes de começar meu trabalho no Raven Software. Eu literalmente botei meu dormitório no meu carro e deixei minhas aulas para ir a Raven. Cheguei a escrever o game Star Trek Voyager: Elite Force, que foi uma oportunidade fantástica que eu nunca esperava obter. E agora, depois de ter sido um aspirante a cineasta e ao longo da vida fã de sci-fi e Jornada, esta oportunidade é um sonho tornado realidade. Então, eu planejo aproveitar o máximo esta oportunidade!

É a história ambientada no universo primordial ou no de Abrams? Haverá algum cruzamento com a franquia de filmes, universo cinematográfico a lá Marvel?

Este conceito passou por um monte de diferentes modificações ao longo dos últimos 20 anos desde que eu comecei a trabalhar nele.Mas do jeito que eu olho para ele agora ele deve, antes de tudo, ser uma mostra de que pode ficar em seu próprio caminho. Ele não deve confiar demais, seja em qualquer profundidade, no conhecimento íntimo de cada série passada e filme. Seria muito tentador colocar todos os tipos de referências e curiosidades que só os fãs como eu iriam saber. Mas para Jornada voltar à TV depois de tanto tempo, ela precisa ser reinventada para uma nova geração. Não é um reboot, que está já sendo feito nos filmes. O que eu quero para esta série é para que seja o futuro – uma série de TV de Jornada que se sinta moderna e futurista em relação aos nossos tempos atuais. Então, eu vejo “Star Trek Uncharted” definido em algum momento no futuro, distante o suficiente para que ela realmente não se importe em qual o universo terá lugar. É universo-agnóstico. No meu mundo de fantasia onde a série realmente é feita, seria necessário estabelecer-se como a sua própria série, com a sua própria identidade. Uma vez sendo realizada ela precisa estabelecer o seu lugar no folclore. Em todo caso, eu imagino que seria até Paramount, CBS e Bad Robot decidir se eles querem usá-la como uma apresentação de um “universo compartilhado” ao longo das linhas de agentes da SHIELD.

Por que você mudou o nome de Star Trek Beyond para Star Trek Uncharted ?

Bem, eu adorava o título de “Star Trek Beyond” e que isso evocava em termos da missão, tanto da série e quanto da Enterprise, em si. É por isso que eu escolhi esse nome fora das idéias de nomes de cem outros que eu tinha quando escrevi tudo isso no ano passado. Mas quando os rumores sairam, que a Paramount poderia nomear o próximo filme a mesma coisa, eu sabia que teria de mudá-lo para evitar confusão. Voltei para minha lista e um deles apenas realmente saltou para fora em mim, que eu realmente não tinha pensado. “Star Trek Uncharted” realmente fica na missão essencial da nova Enterprise – a explorar novos mundos, pesquisar novas vidas e novas civilizações. para ir corajosamente, e assim por diante. Para trazer de volta a fronteira “vagão de trem para as estrelas”, o espírito da série original. Uma verdadeira viagem rumo ao desconhecido. Mas eu também acho que descreve bem o objetivo da série: trazer Jornada de volta à TV de uma forma que nunca foi feito (séries formato moderno, premium cable, com uma estrutura dramática moderna) e tocar em temas atuais, temas sociopolíticos e novas idéias de ficção científica que Jornada não foi capaz de enfrentar durante os últimos 10 anos. Minha visão para a série seria a de levar Jornada em águas desconhecidas de várias maneiras diferentes.

Segundo o TrekMovie, fontes confiáveis do site confirmaram o encontro entre a Paramount e Gummelt. Aguardemos os seus desdobramentos.

Fonte: TB

Série sobre Capitão Worf ainda de pé

Dorn disse que estúdio não negou série sobre Worf

 .

Worf serieDe acordo com uma nova entrevista feita com Michael Dorn, o ator e produtor disse que a Paramount ainda não deu o “não” definitivo para a sua série de TV sobre o Capitão Worf. Dorn ainda mantem a esperança e deu mais algumas novidades do que seria a trama, revelando quais colegas de elenco gostaria de ver em sua produção.

A campanha de Michael Dorn para uma nova série de TV baseada no universo de Jornada já se arrasta por alguns anos.

A ideia é ter o capitão Worf como o personagem principal em novas aventuras envolvendo Klingons, personagens familiares e novas adições à franquia.

Em uma nova entrevista ao Comic Book Resources, Dorn revelou que não recebeu uma rejeição total da Paramount, que detém os direitos. A equipe de produção que estava trabalhando com ele neste projeto chegou a conversar com o estúdio sobre a saga de Worf. “Eles foram os únicos que tiveram o contato com a CBS e Paramount. Eu não sei os detalhes, mas posso dizer-lhe que eles não disseram não. Então, isso é uma vitória, por si só”, disse ele.

E acrescentou: “Se eles tivessem dito desde o início algo do tipo – Você sabe, Michael – vai embora [Risos]. Nós odiamos você. Nós odiamos suas entranhas... “. Então, eu poderia dizer: “Eu entendo. Estou fora”. Mas eles não disseram isso.”

“E sem conhecer o funcionamento interno de qualquer dessas coisas ou estar em qualquer das reuniões, até agora, eu só acho que se eles puderem ver que isso pode ser um sucesso, e há um lugar para ela, e ela pode ser lucrativa sem causar muita consternação nos escritórios executivos, eu acho que eles estariam abertos a isso. Há um script. Os fãs estão no lugar. É uma espécie de “tudo está lá”. Não há nada de mal-intencionado. Não há nada de secreto. Nada mesmo. É apenas uma decisão de negócios. E se todas as cartas estiverem no lugar, então eles tomarão essa decisão”.

Na entrevista, ele discutiu suas inspirações para a série: “Tudo começou quando eu vi esses dois episódios de Deep Space Nine. Um foi chamado de “Once More Unto The Breach” , e o outro foi chamado de “Soldiers Of The Empire“.

“E quando eu vi esses episódios, realmente acendeu um fogo dentro de mim, que era uma grande escrita – eles foram escritos por Ron Moore – e foram maravilhosamente bem em termos de todos os personagens Klingon e as coisas que estavam em jogo E mesmo que eles não fossem humanos, a condição humana, que se apresentou em todos esses personagens, realmente você diria: ‘há uma série aqui”. Isso é o que primeiro começou.”

Mais adiante, Dorn deu mais detalhes de como se desenrolaria a trama, “Uma das coisas que eu descobri, no universo Klingon onde eu criei esta história em particular, é que veremos pessoas da Frota Estelar, todos os outros tipos de raças, que estão na cultura Klingon, porque eles tiveram que seguir em frente. Eles não podem ser esta comunidade fechada mais. E por isso há uma grande quantidade de diferentes raças, e uma das coisas que eu costumo dizer é que: “Worf não tinha um uniforme Klingon, não tinha um uniforme da Frota Estelar, ele teria o seu próprio uniforme?”. Para mim, isso é uma ótima ideia, eu gosto da ideia e vale a pena lutar por isso”.

“Não vamos tentar colocar a linha do tempo em qualquer lugar em particular. Nós apenas estamos indo para dizer que é “no futuro, a partir de Deep Space Nine”. Não tem de ser o nosso tempo ou seu tempo, mas são apenas os próximos anos depois disso, de modo que é onde ele se encontra. E não é um segredo, quero dizer, fora do script – mas, basicamente, Worf nunca foi alguém que olha a guerra, o poder, não parece ser o cabeça do Império Klingon ou qualquer coisa assim. Ele é um soldado, e está aprendendo. Ele adora ser parte disso”.

“O que está acontecendo é que há uma pequena guerra em curso, e Worf acredita que não é apenas sobre a guerra. Trata-se de outra coisa. E ele tem estado tempo suficiente para saber que seus sentimentos, suas reações viscerais, são quase perfeitas. Sempre que ele sente alguma coisa, há realmente alguma coisa acontecendo. Então, ele apenas basicamente tenta descobrir o que está acontecendo, e quer tentar impedir, se não é no melhor interesse Klingon.“

Enquanto Dorn admite que não tem realmente falado com qualquer um dos seus ex-colegas de elenco sobre o projeto, há alguns personagens que ele gostaria de ver retornando em sua série de TV, incluindo Deanna Troi (Marina Sirtis) e Kira Nerys (Nana Visitor). Dorn disse que também estaria interessado em trazer Rosario Dawson. Por sinal, Dawson uma vez disse que queria fazer uma Klingon nos novos filmes de Star Trek.

O ator planeja a série com cinco temporadas de 12-13 episódios para contar toda a história. Mas antes que tudo isso pode acontecer, Dorn pretende lançar um vídeo curto com sons e imagens atraentes para anunciar ou promover o produto.

“Queremos filmar um vídeo demonstrativo para qualquer um que queira vê-lo. Eu acho que é muito importante para mostrar às pessoas o que estão olhando, para mostrar às pessoas a sensação, para que elas possam ficar animadas sobre isso também. Quero dizer, uma coisa é ver um script. E eu acho que o negócio mudou há muito em termos de efeitos especiais, computadores, CG e pessoas fazendo coisas na Internet, que é isso que as pessoas são atraídas. E isso é no que eles gravitam. Então é o que nós estamos planejando fazer … tudo o que preciso é de alguém dizer, “Vamos fazer isso”. Mesmo que seja apenas um piloto, ou um piloto backdoor, como eles dizem. É quase como se eu quisesse dizer,”Ei, olha. Basta dar-nos uma filmagem”.

“Há muita coisa saindo agora. Há muitas plataformas para isso. Há Netflix, Amazon e nós só queremos que eles apenas nos dêm uma chance. Isso é tudo que estamos pedindo. Só vamos filmar um piloto. Não é como um tiro no escuro, porque os fãs estão lá. A publicidade está lá. O interesse está lá, então isso é tudo o que estamos pedindo. Então, vamos ver o que acontece”.

Fonte: TB

Nichelle fala sobre seu AVC

Nichelle fala pela primeira vez após sofrer AVC

 .

nichelle uhuraMenos de duas semanas depois de sofrer um acidente vascular cerebral, a veterana atriz Nichelle Nichols, que fez a tenente Uhura da série original, fala pela primeira vez e dá sua impressão do que ocorreu e como está se sentindo neste momento.

Em 3 de junho, Nichols sofreu um acidente vascular cerebral leve em sua casa na Califórnia e foi levada às pressas para o hospital para submeter-se a testes afim de determinar a gravidade do incidente. Ela começou um programa de reabilitação e recuperação de internação dois dias depois.

Agora, menos de duas semanas após o incidente, a atriz de 82 anos conversou com o site ETonline em sua casa, onde ela assegurou a seus fãs que estava bem.

“Estou me sentindo melhor do que sentia há um longo tempo”, disse Nichols, sorrindo.

Nichols acrescentou que não houve perda de mobilidade, dizendo ao ET, “Estou tão louca e confusa quanto já estive”.

A atriz diz que foi capaz de superar sua doença usando uma técnica de enfrentamento que ela aprendeu com seus pais.

“As coisas que eu não posso lidar e nem posso fazer nada, eu as nego”, explicou Nichols. “E por incrível que pareça na maioria das vezes elas vão embora. Portanto, este foi um desses momentos.”

Mas ela reconhece que simplesmente negar algo nem sempre funciona, e às vezes você tem que lutar duro para ultrapassar os obstáculos.

“Sim, eu sou uma lutadora”, disse Nichols. “Não se mexendo com o meu jogo. Meu jogo é a minha carreira”.

Quando a conversa virou-se para a morte de Nimoy, Nichols disse que ela lidou com a passagem da mesma forma que lidou com sua própria doença.

“Quando recebi a notícia de que Leonard tinha ido embora, eu neguei e eu era capaz de sobreviver”, lembrou Nichols. “Ficamos sempre em contato. Eu nem sabia que ele estava doente”.

Fonte: TB

Script de Star Trek 3 quase pronto

Pegg diz que script de Star Trek 3 está quase pronto

 .

peg STO próximo filme Star Trek, que possui um título provisório de Star Trek Beyond, passou por um início confuso, sofrendo uma revisão completa do script, com troca de diretor e roteirista. Simon Pegg tem procurado dar poucas dicas sobre a produção, mas na última entrevista revelou que o roteiro está quase pronto. Veja aqui um resumo do que foi dito até o momento.

Comédias românticas como inspiração.

De acordo com o site Film News, Simon Pegg está usando comédias românticas como inspiração para Star Trek 3. O ator, que está atualmente escrevendo o script, revelou em uma nova entrevista ao jornal The Guardian do Reino Unido que ele está olhando para um gênero um tanto incomum para ajudá-lo escrever esse rotiero.”Sim, absolutamente”, disse ele quando perguntado se há elementos de comédia romântica no filme. “Porque é tudo sobre relacionamentos. Eu e Doug Jung estamos escrevendo sobre personagens que já existem, por isso há relações pré-existentes, é um ambiente familiar. Não é uma comédia romântica exatamente, mas existem relações humanas na mesma, e isso é o que está no coração de uma comédia romântica, também”.

Dificuldade em escrever para personagens femininos.

Houve um rumor de que haverá três grandes novos personagens femininos. Não existe ainda confirmação disso, mas Simon reconhece que há um aspecto de escrever que ele continua encontrando dificuldade. “Acho que é muito difícil escrever para mulheres”, acrescentou Simon. “Confesso fraqueza nisso – sempre que temos escrito os scripts juntos, as mulheres em nossos filmes são os personagens mais fracos. É difícil. Você pode entender o sexo oposto, e ainda há um grau de autenticidade que é difícil de alcançar”.

“Isso acontece, particularmente, quando você está escrevendo especificamente sobre as questões relativas ao seu próprio gênero, porque quando você está tentando ver como o oposto gênero interpreta essas questões tende a projetar o que você espera que elas pensam, e isso nem sempre é certo”.

Roteiro quase pronto.

De acordo com o site Cinema Blend, embora Simon Pegg e Doug Jung tivessem muito pouco tempo para reescreverem o roteiro, parece que finalmente, o que era um rascunho está, em grande parte do processo, quase no fim. Conversando com Radio Times , Pegg revelou que ele e Jung tiveram que se desdobrar em seu primeiro rascunho do roteiro para apresentá-lo aos executivos do estúdio, e que era uma espécie de monstro que tiveram que domar. Falando sobre a crise de tempo, Pegg disse:

Nós começamos de novo seis meses antes, devido ao início das filmagens, o que é insano! Na verdade … nós começaremos a filmar em Vancouver em quatro semanas e, estaremos entregando o nosso primeiro rascunho hoje.

Em regra geral, uma página de roteiro é equivalente a um minuto de tempo de tela. Pegg disse que eles tiveram que lutar para reduzir de 180 minutos a 135. Isto pode significar que tiveram de fazer o “primeiro esboço” o mais próximo possível do “esboço final” antes de ser apresentado ao estúdio.

Pegg não especificou uma data concreta para o início da produção, mas como os seus comentários parecem vir da mesma entrevista, onde ele falou sobre o roteiro anterior ter sido considerado muito “Trek -y ” pelo estúdio (dia 19 de maio), isso significaria que estamos ainda mais perto do início da fotografia principal.

É prática comum nos dias de hoje para grandes blockbusters obterem um rascunho pouco antes da produção, e muitos, se não a maioria, continuam trabalhando e retrabalhando nos scripts enquanto eles estão filmando.

Como exemplo, Batman vs Superman, Homem de Ferro, Homens de Preto 3, Jurassic Park, Piratas do Caribe, Alien 3, Wolverine começaram a filmar sem um roteiro pronto.

Fonte: TB

Pegg fala do script de Orci… muito trekker

Simon diz que script de Orci era muito trekker

.

pegg trek 3Simon Pegg continua falando a respeito do seu trabalho de escrita para o próximo filme Star Trek. Em nova entrevista ao site Radio Times, Pegg falou do script de Roberto Orci como sendo muito trekker para ao estúdio e fez críticas a onda dos filmes de super-heróis. Além disso ele confirma o título do filme. 

Em entrevista à revista Radio Times, Pegg disse que a sociedade havia se tornado “infantalizada” e que os filmes desafiadores haviam sido usurpados na bilheteria pelo vazio.

Apesar de sua reputação como um garoto-propaganda para geeks, Pegg disse que os trabalhos mais criativos foram aqueles não ligados ao gênero: “Antes de Star Wars, os filmes que foram sucessos de bilheteria eram O Poderoso Chefão, Taxi Driver, Bonnie e Clyde e Operação França, filmes de arte corajosos e amorais”.

“Então, de repente o ônus comutou para espetáculo e tudo mudou … Eu não sei se isso é uma coisa boa.”

O ator diz gostar do gênero scifi e aventura, mas critica a onda Marvel que se espalhou pelos estúdios: “Obviamente, eu sou muito fã confesso de ficção científica e cinema de gênero, mas parte de mim olha para a sociedade como é agora e penso que nós estivemos infantilizados pelo nosso próprio gosto”.

“Agora estamos essencialmente todos consumindo coisas muito infantis – histórias em quadrinhos, super-heróis. Adultos estão assistindo este material, e estão levando a sério”.

“É uma espécie de emburrecimento, de certa forma, porque isso está levando o nosso foco para longe de problemas do mundo real. Filmes costumavam ser sobre viagens desafiadoras, emocionais ou questões morais que poderiam fazer você ir embora e reavaliar como se sentiu sobre tudo aquilo … seja o que for”.

“Agora nós quando saímos do cinema realmente não pensamos em nada, além do fato de que o Hulk teve uma briga com um robô”.

“Às vezes (eu) sinto como se perdesse as coisas cultivadas”, disse ele. “E eu honestamente pensei outro dia que eu deveria me aposentar do geekdom”.

“Eu me tornei o garoto-propaganda para aquela geração, e não é necessariamente algo que eu particularmente quero ser. Eu gosto bastante de sair disso e fazer alguma atuação séria”.

Sobre Star Trek

Quanto a Star Trek, ele disse que tinha sido convidado a fazer o novo filme “mais inclusivo”.

“Eles tinham um roteiro de Star Trek que não funcionou realmente para eles. Eu acho que o estúdio estava preocupado que poderia ter ficado demasiado Trek-y”, disse sobre o projeto inicial de Orci.

“Avengers Assemble, que é um muito nerd, uma história em quadrinhos, supostamente coisa de nicho, fez 1,5 bilhão de dólares. Além da Escuridão fez metade de um bilhão, o que ainda é brilhante. Mas isso significa que, de acordo com o estúdio, ainda há 1 bilhão no valor de bilheteria que não foi ver Star Trek. E eles querem saber por quê.”

Ele acrescentou: “As pessoas não olham isso como um divertimento, colorido brilhantemente, de um entretenimento de sábado à noite, como os Vingadores”, acrescentando que a solução seria “fazer um western ou um thriller ou um filme de roubo, em seguida, preencher com personagens de Star Trek, só assim seria mais inclusivo para um público que pode ser um pouco reticente”.

Os comentários provocaram uma reação em toda a Internet, forçando Pegg a escrever um sincero mea culpa  em seu site: “o comentário sobre ’emburrecimento’ veio como uma enorme generalização tola. Eu não quis dizer que a ficção científica ou fantasia estão burros, longe disso … Nas últimas duas semanas, eu vi dois expoentes brilhantes do gênero. “Ex Machina”e “Mad Max: Fúria sobre Rodas”, ambos fizeram a minha cabeça girar de maneiras diferentes e maravilhosas e são ambos filmes muito crescidos”.

“O que eu quis dizer foi que cada vez mais espetáculo está se tornando a condução da prioridade criativa, e os filmes podem tornar-se menos pensativos ou desafiadores”, continuou o ator em seu blog. “O espetáculo de ‘Mad Max’ é sustentado não só por múltiplas camadas de enredo e personagem, mas também por uma sensação cinematográfica quase perdida de ‘como é que eles fazem isso?’ A melhor coisa que a arte pode fazer é fazer você pensar, fazer você reavaliar as opiniões que você achava que eram suas”.

No fim, Pegg encerra seu comentário, confirmando o título do filme, “Falando nisso, é melhor eu subir a bordo do velho hypocropter e voar de volta para escrever Star Trek Beyond”.

Fonte: The Guardian – Trekbrasilis (TB)

Tim Russ brinca com Star Wars

Tim Russ brinca com o Dia de Star Wars

 .

timTim Russ, que interpretou o personagem Tuvok na série Voyager, colaborou com o grupo comédia Upright Citizen’s Brigade para ajudar a explicar o dia quatro de maio, também conhecido como Dia de Star Wars. Ele faz tudo de uma maneira bem divertida neste video da UBC.

O dia 4 de maio é considerado um evento comemorativo para os fãs da franquia Star Wars por causa da popularidade de um trocadilho da expressão usada pelos Jedis e esse dia em inglês, “the force” e “the fourth”.

O Upright Citizen’s Brigade apresentou um video com Tim Russ explicando o significado do Dia de Star Wars e fornecendo uma análise bem-humorada do filme Star Wars Episódio IV.

Veja o video abaixo com Tim Russ apresentando suas tiradas bem engraçadas onde define os Jedis como “druidas do espaço que pegam qualquer coisa ou dizem as pessoas o errado”.

“Se você disser que o quarto dia esteja com você é o mesmo que dizer feliz aniversário Star Wars”.

Segundo Russ, “Star Wars é uma guerra normal que usa lasers ao invés de balas. Na verdade é a guerra de uma estrela apenas”.

A seguir descreve a trama da franquia onde Vader, “o pai malvado com seu filho”, construiu uma bola gigante para destruir tudo.

Ele define C3PO como robô, e R2D2 como pill, algo pequeno como uma pílula.

Descreve o final de Episode IV como sendo “Lucas está triste e percebe que só há uma coisa a fazer: entrar em seu X-Thing e matar todos na bola da Morte”.

“Este é o fim de Star Wars……não, eles fizeram mais do que mostrar seus personagens favoritos” e cita outros personagens exóticos, fazendo uma menção especial a Jar Jar Brinks que ele achava que fosse um grande comediante.

Por fim ele faz uma mistura de Star Trek e Star Wars ao acenar como um vulcano o número quatro dizendo “May the fourth be with you”.

Fonte: TB

NASA e seu dispositivo de cura superficial

NASA se inspira em Jornada para curar astronautas

 .

Star-Trek-Dermal-RegeneratorVocê se lembra do regenerador dérmico que a Dra. Beverley Crusher usou para curar uma ferida no rosto do comandante Riker em A Nova Geração? Isso pode se tornar realidade. Com a ajuda da GROK Technologies, a NASA está desenvolvendo dois aparelhos portáteis semelhantes, que em breve poderão ser utilizados por astronautas na Estação Espacial Internacional.

O BioReplicate regenera o tecido humano e constrói células humanas em 3D e, juntamente com outro dispositivo com patente pendente que trata a dor externamente, pode curar ferimentos leves quase que instantaneamente. Ele também irá permitir a criação de modelos 3D de tecidos humanos que poderiam ser usados ​​para teste de droga e cosméticos, uma descoberta científica que pode eliminar completamente testes com animais.

O segundo dispositivo, Scionic, irá tratar da dor músculo-esquelética e inflamação externamente. Ele poderia eliminar a dor por meio de aplicações de pele sem o uso de drogas. Um dispositivo semelhante já está em uso na Agência Espacial Federal Russa (RKA). A versão russa, chamado Scenar, envia um sinal eléctrico suave, através da pele da pessoa para afetar o sistema nervoso central e do cérebro. O cérebro reage a ele de forma semelhante aos analgésicos.

Uma ocorrência comum no espaço é uma condição chamada osteopenia  que, devido à fraca ou inexistente gravidade, afeta ossos dos astronautas e acelera a perda de massa muscular. As novas patentes podem ser utilizadas para regenerar o tecido. Se esses aparelhos passarem com êxito em todas as fases de teste, eles vão se juntar a vários outros projetos pioneiros mostrados nos filmes de ficção científica.

Fonte: Inhabitat – TB

Saiba a nova aquisição para Star Trek 3

Sofia Boutella é a nova aquisição para Star Trek 3

 .

Sofia BoutellaSegundo informações do site Deadline, a atriz Sofia Boutella foi anunciada como a mais nova integrante do elenco de Star Trek 3. As fontes do site não souberam dizer se ela estará do lado do bem ou do mal, mas terá um papel principal no filme. Sofia é francesa argelina, tem 33 anos. Dançarina em vídeos para Michael Jackson e Rihanna, chegou a aparecer durante o Super Bowl em 2012 no palco com Madonna. Depois enveredou para a carreira de atriz. Seus movimentos de dança a ajudaram a garantir o papel como uma sexy assassina em Kingsman: Serviço Secreto.

Fonte: TB

Games de Star Trek inspirados em Leonard Nimoy

Relembre os melhores games de Star Trek inspirados em Leonard Nimoy

por FELIPE VINHA (TechTudo) | Fev., 27 de 2015

.

Star Trek fez história na TV e nos cinemas, e nesta semana os fãs se despediram de Leonard Nimoy, o Sr. Spock, que faleceu aos 83 anos. Além dos filmes, seriados e quadrinhos, Spock também aparece em alguns jogos da série, ainda que nem todas as versões tenham sido interpretadas por Nimoy. Confira:

Confira o review de Star Trek

Relembre as aparições de Spock nos games (Foto: Divulgação)

Star Trek Trexels

Este jogo é o mais recente da lista e foi lançado apenas para dispositivos móveis. Nele o jogador acompanha a tripulação da Enterprise com gráficos em pixels, mas com bastante charme.

Star Trek Trexels para celulares (Foto: Divulgação)

A missão no game é construir uma nave e mantê-la forte, frente a exploração espacial. O jogo conta com narração de George Takei, outro astro de Star Trek, e também com personagens icônicos da série, como o Sr. Spock.

Star Trek Online

Star Trek Online é o MMO gratuito da saga cinematográfica e da TV. A história é original, mas o jogador pode criar seu personagem do zero, incluindo um Vulcano, a mesma raça de Spock.

Star Trek Online conta com Vulcans jogáveis (Foto: Divulgação)

O jogo não tem a participação direta de Leonard Nimoy, mas conta com a narração do ator  Zachary Quinto em algumas partes. Quinto viveu a versão moderna de Spock nos filmes mais recentes da saga Star Trek.

Star Trek Rivals

Star Trek Rivals é outro jogo de dispositivos móveis que foi lançado para a série, mas também inspirado nos novos filmes da saga. Aqui, Spock e o capitão James T. Kirk duelam em um jogo de cartas colecionáveis.

Star Trek Rivals (Foto: Divulgação)

O game é simples e gratuito, sem muitas pretensões de ser memorável, a ponto de usar personagens aleatórios e de diversos universos de Star Trek. Ele é inspirado no jogo Triple Triad, do RPG Final Fantasy 8, em termos de jogabilidade.

Star Trek

Outro jogo recente, lançado para PC, Xbox 360 e PS3, chamado apenas de Star Trek, também é inspirado pelos filmes recentes, mas Spock é um dos principais personagens desta saga – na verdade ele é parte da única dupla jogável, entre Spock e Kirk.

Star Trek, o jogo do filme (Foto: Divulgação)

Este game tem jogabilidade inspirada por Mass Effect, com ação em terceira pessoa e tema forte de sci-fi. Spock e Kirk realizam uma missão sozinhos, onde precisam contar com suas habilidades e conhecimentos, ainda que sempre ocorra uma sequência de ação. Apesar dos gráficos avançados, o game não tem uma história muito empolgante.

Star Trek (1971)

O primeiríssimo game da série saiu ainda na década de 70, apenas para computadores, e em texto. No jogo de aventura era preciso seguir comandos para avançar, sem gráficos modernos e sem a presença visual de Spock ou de Kirk, mas com menções e participações.

Star Trek de 71 (Foto: Divulgação)

O jogador administra a USS Enterprise por meio destes comandos e precisa interagir com os personagens clássicos. Apesar de não ter gráficos ou de ter uma jogabilidade praticamente estranha para os tempos modernos, fez sucesso entre os fãs na época.

saiba mais

 

Fonte: Techtudo

 

Leonard Nimoy, biografia

Leonard Nimoy

Biografia

Por Álvaro Barbosa (campo grande noticias) | fev. 27 de 2015

.

Leonard Nimoy na série de TV ‘Bonanza’. – Foto: Divulgação

Leonard Nimoy nasceu em 26 de março de 1931, em Boston, nos Estados Unidos. Filho de imigrantes judeus, vindo da Ucrânia, ainda criança se interessou pela dramaturgia, tendo aos oito anos de idade feito sua primeira aparição em uma peça de teatro, intitulada ‘Hansel e Gretel’.

Após, decidiu fazer aulas de teatro no Boston College, e ainda adolescente, aos 16 anos, decidiu sair de casa em busca de seu sonho, seguir carreira em Hollywood. Em 1952, Leonard Nimoy protagonizou o filme ‘Kid Monk Baroni’.

Entre os anos de 1953 e 1955 teve que se alistar no Exército, e após cumprir os deveres cívicos com a pátria, retomou sua carreira artística, tendo conseguido personagens secundários em alguns filmes e séries de TV.

Na década de 1960, Leonard Nimoy participou de inúmeras séries de TV de enorme sucesso de público e crítica, como ‘Bonanza’, ‘Os Intocáveis’, ‘Gunsmoke’, ‘The Twilight Zone’, entre outros, até coestrelar a série ‘Star Trek’ (Jornada nas Estrelas), quando ficou mundialmente conhecido, por dar vida ao cientista Sr. Spock, do planeta Vulcano, primeiro oficial da nave estelar Enterprise.

Em 2009, Leonard Nimoy foi o único dos remanescentes da série original de Jornadas nas Estrelas a ser chamado para participar do primeiro filme da nova franquia, intitulado ‘Star Trek: O Filme’. Em 2013, ele voltou a ser chamado para fazer uma participação no segundo filme, intitulado ‘Star Trek: Além da Escuridão’.

Até o momento os familiares e os assessores do ator não informaram sobre onde e quando serão realizados o velório e o sepultamento de Leonard Nimoy.

Com informações das Agências Reuters e Associated Press

.

Fonte: Biografia integrande da notícia “Morre nos EUA o ator Leonard Nimoy, o eterno Spock de Jornada nas Estrelas (Star Trek)” – Campo Grande Noticias.

Morre Leonard Nimoy

Morre o ator Leonard Nimoy, o eterno Spock de ‘Jornada nas estrelas’

Por o globo RJ | ATUALIZADO 27/02/2015

.

Leonard Nimoy, o lendário Spock, de “Jornada nas estrelas”, morreu nesta sexta-feira, aos 83 anos. O ator, que ficou famoso pela série e pelos filmes de ficção científica, estava em sua casa em Los Angeles. De acordo com a viúva do astro, Susan Bay Nimoy, o ator sofria de doença pulmonar obstrutiva crônica.

Nimoy anunciou no ano passado que sofria da doença, atribuída ao hábito de fumar, que ele manteve por anos, tendo abandonado o cigarro há mais de três décadas. Ele estava internado desde segunda-feira em um hospital na Califórnia.

Suas atividades artísticas — poesia, fotografia e música, além da atuação — iam muito além da Federação dos Planetas Unidos, mas foi como Sr. Spock que Nimoy virou praticamente um herói do folclore, dando vida a um dos personagens mais inesquecíveis da segunda metade do último século: um embaixador vulcano cerebral e impertubável, com suas orelhas pontudas e a célebre saudação, seguida do sinal com os dedos: “Vida longa e próspera”.

Nimoy dava aulas de atuação em seu próprio estúdio quando foi escalado para “Star Trek”, série de televisão exibida em meados da década de 1960. Mais tarde, ele disse ter desenvolvido uma “identificação mística” com o personagem, o estrangeiro solitário da nave estelar.

No entanto, ele também reconhecia a ambivalência de ser amarrado ao personagem, deixando isso claro no título de suas duas autobiografias: “Eu não sou Spock”, publicada em 1977, e “Eu sou Spock”, de 1995.

Na primeira, ele escreveu: “com Spock, eu finalmente achei o melhor de dois mundos: ser extremamente reconhecido pelo público e ainda assim ser capaz de continuar interpretando o alienígena isolado através do personagem de Vulcano”.

A TRAJETÓRIA DE LEONARD NIMOY

  • Leonard NimoyFoto: Reprodução

“Star trek”, que estreou na rede NBC em 8 de setembro de 1966, fez de Nimoy um astro. Gene Roddenberry, o criador da franquia, o chamou de “a consciência de ‘Star trek'” — um programa ora sério, ora exagerado que empregava o futuro distante (assim como alguns efeitos especiais primitivos para os padrões atuais) para abordar questões sociais dos anos 1960.

Seu estrelato perdurou. Embora a série tenha sido cancelada depois de três temporadas por conta da baixa audiência, a devoção dos fãs foi mantida, inclusive quando “Star trek” deu origem a um desenho animado, a várias outras séries e a alguns filmes estrelados por parte do elenco original, incluindo — além de Nimoy — William Shatner (como o Capitão James Kirk), DeForest Kelley (Dr. McCoy), George Takei (Sulu), James Doohan (Scott), Nichelle Nichols (Uhura) e Walter Koenig (Chekov).

A sua predisposição para entreter foi além de “Star trek” e atravessou gêneros. Ele estrelou a série de TV “Missão impossível” e frequentemente atuou nos palcos, como na peça “Um violinista no telhado”. Escreveu poesias e publicou livros de fotografia. Também dirigiu filmes, incluindo dois da franquia “Star trek”, além de séries de TV. E gravou álbuns, nos quais cantava canções pop, assim como músicas sobre “Star trek” — para o deleite dos fãs e o espanto dos críticos.

Mas tudo isso era pequeno perto do Sr. Spock, o membro mais complexo da equipe da Enterprise: uma criatura e um amigo que às vezes travava uma batalha entre as suas metades raciais.

Num dos episódios mais marcantes, Nimoy buscou inspiração em dois atores que admirava, Charles Laughton e Boris Karloff, ambos intérpretes de personagens monstruosos — Quasimodo e Frankenstein — que são transformados pelo amor. No episódio 24, exibido pela primeira vez em 2 de março de 1967, Spock realmente se transforma. Sob a influência de esporos afrodisíacos que ele descobre no planeta Omicron Ceti III, liberta seu lado humano e anuncia seu amor por Leila Kalomi (Jill Ireland), uma mulher que havia conhecido na Terra. Nesse episódio, Nomoy levou à metamorfose de Spock não só carinho e compaixão, mas também um conceito rarefeito de alienação.

“Sou o que sou, Leila”, declarou-se o Sr. Spock. “E se houver purgatórios criados por nós mesmos, então todos nós temos que viver neles. Os meus não podem ser piores que os dos outros.”

Nascido em Boston em 26 de março de 1931, Leonard Simon Nimoy foi o segundo filho de Max e Dora Nimoy, imigrantes ucranianos e judeus ortodoxos. Seu pai era barbeiro. Quando fez 8 anos, Leonard atuou em produções locais, conquistando papéis numa escola da comunidade. Em 1949, depois de um curso de versão no Boston College, foi até Hollywood, embora só depois de 1951 tenha conseguido emplacar papéis pequenos em dois filmes, “Queen for a day” e “Rhubarb”.

Ele continuou sendo escalado para filmes desconhecidos, embora ele tenha, talvez de forma premonitória, interpretado um alienígena numa série cult chamada “Zombies of the stratosphere”. Em 1961, fez uma pequena participação em “Além da imaginação”. Seu primeiro papel como protagonista veio em 1952, em “Kid Monk Baroni”, no qual viveu um criminoso desfigurado que se torna um boxeador.

Ele dirigiu ainda a bem sucedida comédia “Três solteirões e um bebê” (1987), uma investida bem diferente de seu trabalho na ficção científica, e apareceu em filmes feitos para a televisão. Recebeu uma indicação ao Emmy por “Golda” (1982), em que viveu o marido de Golda Meir, a primeira-ministra de Israel, encarnada por Ingrid Bergman. Foi a sua quarta indicação ao Emmy — as outras três foram pelo seu trabalho em “Star trek” —, mas ele nunca chegou a vencer o prêmio.

O casamento de Nimoy com a atriz Sandi Zober acabou em divórcio. Ele deixa dois filhos, Adam e Julie Nimoy; um enteado, Aaron Bay Schuck; seis netos; um bisneto; e um irmão mais velho, Melvin.

Fonte: O Globo © 1996 – 2015. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Nimoy hospitalizado no UCLA Medical Center

Nimoy novamente hospitalizado (Atualizado)

 .

nimoy doenteLeonard Nimoy foi levado às pressas para o hospital depois de fortes dores no peito. Foi relatado pelo TMZ que o veterano ator foi transportado para o UCLA Medical Center, em Los Angeles na quinta-feira, 19 de fevereiro. Ainda segundo o site, os paramédicos foram chamados a residência de Nimoy e acharam melhor levá-lo a um médico o mais rápido possível. O interprete de Spock tem dado entrada nos hospitais várias vezes nos últimos meses. Nimoy revelou que estava sofrendo de DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica), apesar dele ter parado de fumar há mais de 30 anos. No momento não há nenhuma palavra ainda sobre o seu estado. Nimoy está com 83 anos.

Atualizado.

Com a notícia de Nimoy hospitalizado, seus companheiros da série original manifestaram, através da mídia, apoio e desejos de bom restabelecimento para o amigo e companheiro de elenco.

William Shatner e George Takei desejaram a Nimoy uma rápida recuperação pelo Twitter. Shatner também teve tempo para expressar sua apreciação por todo o apoio que os fãs e colaboradores de Nimoy tem enviado.

 “Me sinto edificado pela demonstração de amor e carinho twittado ao meu querido amigo @ TheRealNimoy . Associo-me ao coro de simpatizantes para uma rápida recuperação!”
“O meu amigo e colega Leonard Nimoy ( @ TheRealNimoy ) foi hospitalizado com dores no peito. Junte-se a mim para desejar-lhe uma rápida recuperação”.
Fonte: TB

IDW lança capas de comics

IDW lança capas dos comics Star Trek edição maio

 .

resistance TOSIDW Publishing continua publicando seus comics baseados em Jornada nas Estrelas, como as coleções Star Trek/Planets of Apes, Star Trek ongoing e Star Trek: New Visions. A editora antecipou as capas das edições de maio destes quadrinhos para você ter uma ideia do que terá pela frente.

Star Trek: New Visions

O mais interessante de todos é o mais recente Star Trek: New Visions, uma aventura pelo escritor e artista John Byrne.

“Star Trek: New Visions” é uma série em quadrinhos com fotomontagem produzido por John Byrne . Ele usa imagens da série original para inseri-las em outras histórias definidas por ele durante a série.

StarTrek_NVision 1

Quatro edições já foram lançadas: ” The Mirror, Cracked”, “Time’s Echo”, “Cry Vengeance”, “Made Out of Mudd”.

“A Scent of Ghosts” está prevista para março.

Agora, a editora antecipa a capa da edição de maio que promete ser intrigante.

“Resistance” retrata o que parece ser um encontro com os Borg! O comic terá 48 páginas de puro mistério.

resistance

Star Trek Ongoing.

A missão de cinco anos pelo universo alternativo de Star Trek vai continuar na coleção Star Trek ongoing. Após os eventos de “The Q Gambit”, Kirk e sua tripulação enfrentarão novas aventuras em espaço profundo em sua edição número 43, com lançamento previsto para março. Com a sinopse: “o capitão Kirk e a tripulação da Enterprise se encontram no espaço inexplorado na sua missão de exploração de cinco anos … mas uma nova ameaça alienígena pode terminar sua jornada prematuramente!”, o autor promete uma história nova e ao estilo da série clássica.

Star Trek # 45, Eurydice, Part 3 (arco de três partes) previsto para maio teve uma capa antecipada pela IDW. De acordo com uma sinopse prévia vemos Kirk e sua tripulação presos no Quadrante Delta, lutando por suas vidas, a fim de escaparem das garras do sindicato Dark Market. Eurydice, Parte 3, é escrito por Mike Johnson, supervisionado por Roberto Orci, e apresenta a arte por Tony Shasteen e uma capa de Joe Corroney.

ST-movieII 45-cover

Original de Harlan Ellison

Outro produto para os fãs saudosistas e aqueles que apreciam uma boa história de ficção está sendo lançado em breve pela IDW.

Trata-se do clássico “City on the Edge of Forever”.

O episódio da série original “City on the Edge of Forever” é considerado por muitos (incluindo uma enquete da TV Guide dos “100 Melhores Episódios de TV de todos os tempos”) como o melhor episódio de Jornada.

História original de Harlan Ellison foi modificado antes do episódio ser filmado, mas agora, finalmente, os fãs podem desfrutar de seu conto na íntegra: Harlan Ellison’s City on the Edge of Forever: The Original Teleplay.

Harlan Ellison’s City on the Edge of Forever

Fontes: Star Trek.com – TB

Zachary Quinto e Star Trek 3

Zachary Quinto fala sobre Star Trek 3

 .

zach spock 2Ao longo dos últimos anos, Zachary Quinto tem cultivado uma das carreiras mais elásticas em Hollywood. Capaz de usar seus talentos para atingir as extremidades do espectro de filmes, desde blockbusters como Star Trek, até independentes como Margin Call. Em breve será visto na minissérie da NBC, The Slap, fazendo um homem que, num acesso de raiva, dá um tapa em um filho de seu amigo e tem que lidar com as consequências. O site Nylon conversou com o ator que falou sobre seu trabalho atual, Star Trek 3 e sua amizade com Nimoy.

Teatro, cinema, televisão – está em constante mudança. Existe um paradigma de carreira que você está buscando?

Quinto: Se eu estou em um caminho conscientemente, é um caminho de bom material e de pessoas boas e dinâmicas, envolventes, que trabalham. Onde isso ocorre é secundário. Para mim, voltar para o palco é algo que eu já estou ansioso para fazer e comprometido a fazer. Comecei no teatro e não fiz interpretações por muitos anos, porque estava perseguindo minha carreira em Los Angeles. Mas eu tenho sido capaz de fazer isso e ter mais experiências como isso. Estou muito grato.

The Slap é uma mostra tão incomum para a rede de horário nobre.

Quinto: É bastante singular na sua forma. Para a NBC, uma rede de transmissão estar contando esse tipo de história, é tema no qual creio que muita gente iria associar a uma rede de cabo, e também ela é uma série limitada. Tem apenas oito episódios. É uma das coisas mais legais com que eu já trabalhei em um longo tempo. Sinto-me feliz quando eu vou para o trabalho. Quando eu penso sobre a série, eu quero mergulhar na experiência. Isso nem sempre acontece.

Alguma palavra sobre Star Trek 3 ?

Eu não sei de nada. Eu não li um script. Justin Lin está dirigindo, eu li isso. Eu estou esperando por eles se reunirem e nos darem uma chamada, eu tenho certeza que será muito em breve.

E quanto a mudança de diretores? 

Estou totalmente aberto para a mudança. Eu acho que todos nós estamos, mas tenho certeza de que haverá um período de adaptação para todos. Há uma presença comandando no cenário e, certamente, sobre o cenário que nós construímos. Vai ser uma paisagem diferente, que eu acho que todos nós somos capazes de fazer e estou ansioso para navegar com Justin. Estou ansioso para conhecê-lo e me conectar com ele. Eles estão apenas começando a se prepararem. Ele está se alinhando com os escritores e todo mundo está calibrando e está tudo em andamento.

Fale sobre o seu relacionamento com Leonard Nimoy. 

Meu relacionamento com Leonard tem evoluído para além de qualquer tipo de comentário que fizemos sobre o filme ou o personagem. Nós nos tornamos muito, muito amigos pessoais e sua presença na minha vida foi provavelmente uma das melhores coisas fora da experiência de Jornada, além do outro elenco e do filme. É a única coisa que eu nunca esperava, que Leonard e eu nos tornássemos amigos íntimos. Eu realmente respeito-o e admiro-o.

Fonte: TB

Shatner 0 x 1 Star Trek3

Shatner não acredita que estará em Star Trek 3

 .

kirk 2William Shatner causou um grande rebuliço nas redes sociais e na mídia ao comentar sobre uma possível participação sua na terceira sequência de Star Trek 3. Após isso, o velho Bill permaneceu em silêncio. Agora, com exclusividade ao Nation Dish, o veterano ator revelou que não sabe nada sobre o novo filme e provavelmente não acredita em um retorno a franquia.

Há apenas três meses, Shatner twittou a seguinte mensagem: “Eu estou de volta!”, Insinuando que ele estaria retornando como o Capitão James T. Kirk na tela grande e alguns dias depois, confirmou que havia se encontrado com o então diretor Roberto Orci.

Mas em 05 de fevereiro, em sua cerimônia anual do Priceline no Hollywood Charity Horse Show Gifting, Shatner disse ao Dish que por Orci ter deixado o projeto agora, ele acredita que poderá não estar mais no filme.

“Eu não sei de nada. Você sabe mais sobre isso do que eu”.

“Eu não conheço mesmo o cara que está escrevendo. Eu sei que o diretor foi desligado, alguém estava escrevendo … Eu não tenho nenhum conhecimento prévio. Estou completamente no escuro. Vou dizer sinceramente, ninguém falou comigo sobre qualquer coisa, nem deverão”

Para aumentar a confusão sobre o seu envolvimento em Star Trek, Shatner disse ao site que ele está trabalhando em seu próprio projeto para Jornada.

“Agora, eu estou planejando uma série de aniversário de 50 anos. Estou planejando isso, e de modo algum isso foi comercializado ainda”, disse ele.

“Mas essa é a minha única comunicação com Jornada”

Quando perguntado se iria se reunir com atores como Leonard Nimoy, Walter Koenig e George Takei , ele respondeu:

“Não há nenhuma reunião”.

“Parte da gangue nos deixou. Meu pensamento é que Jornada teve uma série de lições e não ao contrário de The Clangers (programa infantil de TV britânico dos anos 60) – para um grupo mais velho de pessoas. E é dessas lições, essas idéias, essas coisas novas que a ficção científica olha para o futuro que Jornada teve. Essa é a coisa que eu gostaria de enfatizar”.

O personagem de Shatner usou aparelhos como celular, GPS e gravador de voz digital na série, e ele sente que sua nova série deve refletir essa visão e ambição.

“Isso e uma enorme quantidade de pessoas tiveram suas vidas mudadas, como resultado de assistir Jornada. Além disso, eu faço um monte de documentários”

“Estou planejando um novo documentário com a NASA. E um dos astronautas ontem me disse: “Minha vida mudou quando minha mãe estava assistindo Jornada e eu, uma criança, me escondendo atrás de um sofá tive um vislumbre de você como o Capitão Kirk que mudou a minha vida”. Esse é um dos astronautas com quem estou trabalhando”. “

A história de Shatner com Jornada tornou-se complicada depois que seu personagem morreu em Star Trek Generations na década de 90.

Quando o J.J. Abrams fez Star Trek, e Leonard Nimoy retornou como Spock, Shatner teve uma chance de aparecer no filme. Uma revelação de Orci dizia que havia uma cena no roteiro (depois retirada) em que Shatner aparecia como uma mensagem holográfica. Agora que Justin Lin assumiu como diretor, o retorno de Shatner está na balança.

Versátil e filantropo, Shatner confirmou que a Priceline.com e o Wells Fargo estão se unindo novamente para sediar a 25ª Hollywood Charity Horse Show, em abril.

Shatner, aos 83, entregou cheques para instituições de caridade apoiadas pelo programa anual em um evento privado no Six Restaurant em Studio City, Los Angeles.

Fonte: TB